Transforme sua vida mudando de atitude

William James (1842 – 1910), psicólogo e filósofo americano, afirmou: “A maior descoberta de minha geração é que o ser humano pode alterar sua vida mudando sua atitude mental“.

 

A frase desse grande pensador norte-americano, a meu ver, é sem dúvida alguma uma das maiores descobertas da psicologia contemporânea.

Entretanto, muitas pessoas – talvez a grande maioria – ainda buscam mudar suas vidas externamente e não nas atitudes. Isso justifica porque é mais cômodo, pois mudar de atitude dá mais trabalho, requer abrir mão de algo, ter vontade, coragem, humildade, sair do comodismo, da zona de conforto, etc.

Há tempos atrás, quando era psicólogo organizacional, consultor do SEBRAE, um diretor comercial de uma empresa multinacional estava encontrando sérios problemas de relacionamento entre os funcionários, pois não havia cooperação, integração entre os departamentos. Então, me perguntou o que eu achava de ele retirar as divisórias que separavam os departamentos para que os funcionários pudessem se integrar melhor.

Respondi que essa medida poderia até ajudar, porém, seria inócuo se não tirasse antes as barreiras internas, isto é as “divisórias internas” dos funcionários que são os preconceitos, disputas de ego, orgulho, vaidade excessiva, egocentrismo, individualismo, falta de compromisso e profissionalismo, etc.

Caro leitor, dei esse exemplo, para mostrar o quanto as pessoas tendem a mudar externamente e não internamente, nas atitudes. Não foi por acaso que o grande físico alemão Albert Einstein dizia que “é mais fácil quebrar o núcleo de um átomo do que os preconceitos humanos”.

Estamos chegando ao final de 2013 e muitas pessoas costumam fazer uma lista de metas para o próximo ano. Mas muitas não atingem essa metas – ou as atingem parcialmente – porque não mudam suas atitudes mentais.

 

Na TRE (Terapia Regressiva Evolutiva) – A Terapia do Mentor Espiritual tive a oportunidade de presenciar as sábias orientações dos mentores espirituais (ser desencarnado de elevada evolução, responsável diretamente pelo nosso crescimento espiritual) de meus pacientes e todos falam de mudança de atitude, de postura que se deve tomar diante da vida.

Mas há pacientes que vêm ao meu consultório querendo uma solução mágica, milagrosa para a cura de seus males, problemas, ao invés de fazerem suas próprias mudanças internas.

Na vida nada é gratuito, tudo tem a sua contrapartida, isto é, temos que abrir mão de algo para conseguirmos o que queremos. Mas muitos preferem atalhos, não querem abrir mão de nada para conseguir o que querem.

Há casais que procuram essa terapia para resolver seus conflitos conjugais, mas de início percebo o egocentrismo, a mesquinhez, a economia de afeto de ambos.

O casal se queixa que o outro não lhe dá a devida atenção, carinho, o apreço que precisam, mas pelo fato de cada um olhar apenas para seu próprio umbigo, não percebem a atitude autista que ambos se encontram, pois nem um nem o outro trocam afeto, só esperam receber.

O mesmo se dá naqueles casais que se queixam de solidão a dois. Seus mentores espirituais lhes esclarecem que a solidão é fruto da incapacidade de amar, do medo da intimidade em razão de bloqueios oriundos de suas vidas pretéritas – ambos foram inimigos, desafetos de várias encarnações. É comum também pacientes com vidas bloqueadas, sem um rumo na vida, seus mentores espirituais lhes revelarem a importância de pararem de se sabotar, cultivar o vitimismo, culpar as pessoas pelos seus fracassos. Pedem para mudarem de postura, de atitude em relação a si e aos outros, tomando as rédeas de suas vidas.

Veja, a seguir, o caso de uma paciente que me procurou por estar com a vida bloqueada, perdida, sem rumo na vida.

 

 

Caso Clínico

 

Sem rumo na vida

Mulher de 32 anos, divorciada, um filho de 8 anos.

Dr. Osvaldo acompanho seus artigos já há um bom tempo. Mas sempre deixei pra resolver o que me fazia sofrer para depois. Sempre coloquei obstáculos ou achava que poderia resolver sozinha. Muitas vezes procurei algo paliativo buscando saber sobre meu futuro nas cartas e no tarô, mas as coisas que a taróloga falava não aconteciam e hoje sei o porquê.

Na verdade, não queria mudar, tinha medo do que teria que enfrentar; enfim, era covarde e sempre culpava os outros pelos meus fracassos. Fracassei em quase tudo em minha vida. Fracassei como filha, como esposa e também no meu trabalho. Fiz faculdade de Direito, mas não consigo exercer a advocacia porque não passo no exame da OAB. E o tempo vai passando, vejo meus colegas de faculdade progredindo, e eu ficando para trás. Não aguento mais!(paciente fala chorando).

Todos os anos faço promessas, que vou fazer um cursinho para passar na OAB, uma pós-graduação, morar só eu e meu filho – atualmente estou morando com a minha mãe, depois que me separei. Quero dar um rumo em minha vida, onde eu seja o comandante de minha vida, mas nunca faço isso. Eu me sinto perdida.

Resolvi procurá-lo para começar a fazer as mudanças necessárias. Acredito do fundo do meu coração que vou conseguir as respostas que preciso nessa terapia para tomar as rédeas de minha vida.

Após passar por duas sessões de regressão, na 3ª e última sessão, ela me relatou: – Doutor, vejo um portão branco, vazado, de ferro, muito bonito, e tem uma mulher do outro lado que me estende a mão(paciente estava vendo sua mentora espiritual).

Não tenho medo, pois ela me passa muita paz, serenidade e confiança. Vou com ela a um jardim muito bonito, florido, gramado bem vasto e tem um banco desses de praça (ela estava descrevendo o astral superior, plano de luz).

Nós sentamos, ela olha para mim, fala que seu nome é Lara, que é a responsável pelo meu crescimento espiritual, e que está muito orgulhosa de mim.

Diz ainda: – Minha querida irmã e amiga. Vivemos juntas em muitas encarnações como irmãs, amigas, mãe e filha, e hoje estou aqui no plano astral e você está encarnada. O ser humano quando está encarnado, quando passa pelo processo de sofrimento tem o hábito de culpar os outros como se só ele tivesse problemas. Faz também muitas críticas, mas não olha para si, não enxerga os maus hábitos e quer uma solução milagrosa para seus problemas. Minha irmã querida dá muito trabalho mudar; é por isso que a maioria prefere reclamar, ficar se queixando, ao invés de mudar de atitude. Por isso, o sofrimento faz parte do aprendizado, isso é fato! Mas você precisa aprender a valorizar-se; dizer NÃO é muito bom, principalmente para aquelas pessoas que só querem tirar proveito de algo ou alguém.

Lembre-se: nós atraímos às pessoas, conforme nossas atitudes. Parece clichê o que estou lhe falando, mas você se esquece disso quando está diante dessas pessoas. Não as culpem, elas só fazem isso porque você dá oportunidade, abre uma brecha para que isso ocorra.

Minha querida, no seu casamento você tirou o melhor dele. Você encontrou um companheiro que lhe deu um filho lindo e maravilhoso. Não deu certo porque a missão de vocês era um aprender com o outro o que precisava aprender. Agora, prepare-se para amar e ser amada de verdade. Mudando sua postura com relação a você e aos homens, irá atrair quem realmente te merece.

Quanto a ser filha, você foi e é dentro do que lhe foi dado, a melhor filha e pessoa, pois é honesta e respeitadora. Mesmo sua mãe lhe falando coisas horríveis, você sempre estava ali pronta para ajudar não só ela, mas qualquer um de sua família. Mas lembre-se de dizer NÃO!

Agora, quanto ao seu trabalho, você tem medo de ser notada. Mas que medo é esse?

Na verdade, isso não existe! Você vai, sim, estudar, mas de verdade, sem se sabotar, e irá fazer o exame da OAB e vai passar. Acredite! Precisa de força! Tem que sair da inércia!

Você não tem nada, nem ninguém, que possa atrapalhar em sua vida. Veja que é você que precisa dar os comandos de sua vida. Sei que não é simples, mas chega de se lastimar! Você precisa viver! (pausa).

É isso, doutor… Agora ela me deu um beijo e foi embora.

Um ano após o término da terapia, a paciente me mandou um e-mail relatando o seguinte: – Olá doutor Osvaldo Shimoda. Venho através desse e-mail, compartilhar minhas conquistas por ter mudado as minhas atitudes: Passei no exame da OAB. Agora, sou advogada. Finalmente!!!!!!!! Aleluia!!!! rsrsrs.

Estou namorando um rapaz muito bom, que gosta do meu filho, e estamos fazendo planos para casar.

Acho que mudei muito, para melhor, com certeza. Fiz questão de te enviar esse e-mail, pois sei que vai ajudar muita gente indecisa, que sempre deixa para amanhã o que se pode fazer hoje. Buscam saídas que não vão lhes trazer mudanças efetivas, pois algumas são paliativas, só tapam o sol com a peneira.

Quero agradecer de coração a Deus, a minha mentora espiritual Lara, e ao senhor por essas conquistas, pois só quem realmente já passou por essa terapia, a TRE, sabe do quanto o senhor ajuda!

Saiba que quando procurei o senhor estava realmente perdida, sem rumo na vida.

Ah! Saí da casa de minha mãe. Aluguei um apartamento pequeno, mas agora tenho paz, junto com meu filho.

Muitíssimo obrigada!

Que Deus o abençoe, e também sua equipe.

 

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários em “Transforme sua vida mudando de atitude

Os comentários estão encerrados.